quarta-feira, dezembro 21, 2005

Para Mulheres

Uma mensagem de Maria Madalena para as mulheres. Maria Madalena foi uma avatar. Veio para a terra com Cristo. Mas tudo foi manipulado. Veja a mensagem canalizada por Celia Fenn sobre o complô contra o aspecto feminino da humanidade e, por conseqüência, também do lado masculino, pois imperou o desequilíbrio.

">Link

terça-feira, dezembro 20, 2005

Mãe Nossa: Oração



"Mãe Nossa que estás sobre a Terra, santificado seja o vosso nome. Venha o vosso Reino. Seja feita a vossa vontade em nós, como em vós. Assim como enviais, todos os dia, os vossos anjos, enviai-nos também a nós. Não nos conduzais à doença, mas livra-nos do mal, pois vossa é a Terra, o Corpo e a Saúde. Amém"

Fonte: Evangelho Essênio da Paz

Queridos leitores:

Estou fazendo exatamente o que sempre desejei. Trazer, à sua atenção, coisas novas e ao mesmo tempo antigas. Quis começar com a oração da "Mãe Nossa" que aparece no Evangelho da Paz (um dos evangelhos considerados apócrifos ou não oficiais de origem ou autoria "essênica").A leitura deste evangelho é muito interessante. Pois ele mostra um lado totalmente oculto de Cristo e do Cristianismo. Mostra um Cristo verdadeiramente crístico, ecológico, terapêutico, preocupado com as debilidades humanas e as maneiras de superá-las.

Comecemos pela oração à Mãe Terrestre. Segundo este evangelho, Jesus ensina a oração à Mãe Terrestre logo após ensinar a oração ao Pai Celeste, a que conhecemos como o "Pai Nosso"A primeira coisa diferente que pedimos à Mãe é que a sua vontade seja feita em nós, assim como é feita à Terra. Outro aspecto que esta oração altamente “ecológica” deixa evidente é a idéia de anjos. Anjos ou seres ligados aos fenômenos da Natureza. Assim há os anjos do Sol, da Luz, da Terra, do Sono, do Ar, da Água e de outros elementos naturais.

Todos os dias, os anjos dos fenômenos naturais, sopram na Terra os seus trabalhos. Nesta oração, pedimos a Mãe Terra, que nos envie estes anjos seus, assim como ela os envia a Terra.Vivermos em harmonia com os anjos da Mãe Terrestre traz-nos benefícios. Na oração do Pai Nosso, pedimos que Ele não nos leve à tentação e que livre-nos do mal. Na oração ao princípio feminino pedimos que ela não nos conduza à doença. No masculino nosso problema é a tentação. No feminino, é não estar bem, a doença. E a Mãe Terrestre pode fazer isso, pois (d)ela é a Terra, o nosso Corpo, nossa Saúde.Hoje estamos vivendo tão afastados desta Mãe Terrestre, que estamos todos doentes. O ritmo dos nossos batimentos cardíacos está aumentando.

Estamos correndo, desenfreadamente, em busca de um bem-estar que está nos matando. Problemas cardíacos, stress, câncer tudo por vivermos em desarmonia com os anjos da Mãe Terrestre.




quinta-feira, dezembro 01, 2005

Dezembro

As energias de dezembro são maravilhosas. A Nova Terra está nascendo. Hoe amanheci extremamente cansado. Fraco. Daí, ao ler a mensagem do Arcanjo Miguel por Cleia Fenn, logo entendi por quê. Leia a mensagem neste link aqui. Permita que a chegada do Natal deixe fazer aparecer a sua natureza cristalina ou crística.


terça-feira, novembro 29, 2005

Atividades


Prometi e volto para cumprir. É aqui neste conhecido espaço na Vila A, em Foz do Iguaçu onde estarei realizando atividades relaconadas ao Projeto Religar Iguaçu. Serão aulas, pequenos encontros sobvre ecologia porofunda, isto é ecologia em uma dimensão holísitica que englobe todos os aspectos da vida. Estarão disponíveis também atividades segundo diferentes tradições e escola de cura e crescimento. A casa foi construída pelo acadêmico de arquitetura, João Soldatelli, UDC em Foz. Mais detalhes, logo!

sábado, novembro 26, 2005

Sobre Capra

Fritjof Capra, físico austríaco residente nos Estados Unidos supreendeu o mundo com livros como "O Tao da Física" e " O Ponto de Mutação". Em questáo está um novo paradigma. Ontem, Capara falou para um público de mais de 800 pessoas no encereamento do Diálogo das Águas que discutiu a água na Bacia do Prata e organizado pela Itaipu Binacional. O evento aconteceu em Foz doIguaçu e maias especificamente no Salão de Exposição do Rafain Palace Hotel na BR 277 logo após a entrada da cidade.

Capra falou de tudo. Sustentabilidade. Ecoalfabeização. Eco-design. Ações elogiáveis e muito mais. Sobre sustentabilidade, Capra lembrou que otermo usado pela pimeira vez por
Lester Brown fundador do World Watch Institute e consideradoum dos maiores pensadores da atualidade. Capra lembrou que há confusão sobre o que significa sustentabilidade? Há muitas definições. A maioria tem a ver com o uso dos recursos hoje de maneira a não comprometer os mesmos recursos para gerações futuras. Mas segundo Capra, apesar disso, está faltando uma definição quedeigaoque fazer e coo conseguir a sustentabilidade.

Capra citou algumas das coisas que ele considera importantes. A eco-educação nos níveis de ensio básico, médio, na uiversidade, na educação continuada e na vida. Ele disse que um dia a sobrevivênciada humanidade vai depender dos níveis dessa eco-educação entre os políticos, os líderes do comércio e da indústria e na sociedade em geral.

Associado a isso, o importante é o eco-design. Quer dizer o desenho ecológico, de projetos. Um projeto de eco-design deve ser: de pequena escala; energeticamente eficiente; beneficiar a população local e ser de mão de obra intensiva.

Parece simples. Mas não é. A globalização está por aí pregando exatamente o contrário e com base em fundamentos simples e totalmente opostos. Para a globalização o fundamentoé o lucro. Dinheiro acimade tudo: de doemocracia, de direitos humanos, de preservaçào de meio. Exemplo: os transgênicos. Que dizer o que está por trás dos transgênicos. A dominação financeira, tecnológica, o perigo amplo para a natureza e o Planeta, o efeito sobre comunidades locais e muito mais.

E eco-alfabetização?
Pimeiro uma nota lingüística. Todo brasileiro sabe o que significa "analfabetismo". Se você retirar o sufixo "an" teremos o "alfabetismo". É a essa palavra que não temos que se refere o "eco-literacy" de Capra, que até tem uma ONG para isso. O analfabeto ecológico é aquele que não sabe ler a natureza, não entende a sua linguagem. "A natureza é inteligente. Porém, a inteligência não é necessariamente um processo verbal. A compreensão que fica presa às palavras é superficial. O conhecimento pode ocorrer de modo direto, independente do acúmulo de informações." (veja esse texto sobre o livro A Teia da Vida).
Assim é necessário ensinar as pessoas a ler a natureza, osrios, a áua, atmfosfera, os humores, a natureza humana, tudo. Éisso que se refere a alfabetização ecológica que vai além do ABC, artificial.
Alguém perguntou na palestra como isso pode ser feito. Capra disse que esta alfabetização ecológica não deve acontecer na sala de aula de todos os níveis de educação. É bom que parte deste aprendizado se dê na natureza. Não se está falando de aula de biologia ou ciência. É mais profundo. Trata de sentimento. Emoção. Como se avalia este aprendizado? Como se avalia o amor do "aluno" pela natureza?
Para aqui um pouco. Reflita! Volto assim que der...

sexta-feira, novembro 25, 2005

Diálogos

Foz do Iguaçu está linda! A quantidade de gente importante que desfilou por ela esta semana foi fantástica. Destaco a presença de Leonard Boff, Fritjof Capra e Kaká Werá Jecupê. Espero colocar material aqui ainda hoje. Aguarde

domingo, novembro 06, 2005

Palavras de Novembro

Na última postagem dei um link para as mensagens de Arcanjo Miguel por Celia Fenn. Hoje, ao revisar material e recer ler e-mails, ver sites entre outras coisas, me deparei com um monte de belas idéias de Osho. As compartilho aqui. Primeiro me chamou a atenção esta frase sobre o sofrimento. Disse OSHO:
“Eu digo a vocês que o sofrimento não vos está detendo. Vocês estão detendo o sofrimento. Quando vocês se tornam bons na arte de permitir que o sofrimento vá embora, então vocês conseguirão ver o que estavam arrastando por aí, com vocês. E ninguém mais era responsável por isso. A verdade é que a existência quer que a sua vida seja um festival...porque quando você não está feliz, você joga infelicidade por toda a parte.” OSHO

Me tocou muito esta confissão declaratória:
"Estou aqui para seduzi-lo a um amor pela vida; para ajudá-lo a tornar-se um pouco mais poético; para ajudá-lo a morrer para o mundano e para o ordinário, de modo que o extraordinário exploda em sua vida. "Osho"
Sobre ele mesmo, Osho disse:
"Eu não sou um lógico, sou um existencialista. Acredito nesse belo caos da existência e estou pronto para ir aonde quer que ela vá. Não tenho uma meta, porque a existência não possui uma meta. Ela simplesmente é, florescendo, brotando, dançando - mas não pergunte porque. Apenas um transbordamento de energia, sem motivo algum. Estou com a existência."Osho"
E religião? Osho diz sobre seu movimento:
"Eu não sou um messias e não sou um missionário. E não estou aqui para estabelecer uma igreja ou para dar uma doutrina para o mundo, uma nova religião, não. Meu esforço é totalmente diferente: uma nova consciência, não uma nova religião, uma nova consciência, não uma nova doutrina. Chega de doutrinas e chega de religiões! O homem necessita de uma nova consciência. E a única maneira de trazer uma nova consciência é continuar martelando por todos os lados para que lenta, lentamente nacos de sua mente se desprendam. A estátua de um Buda está oculta em você. Nesse momento você é uma rocha. Se eu continuar martelando, cortando fora pedaços de você, lenta, lentamente o buda surgirá". Osho
O sonho dele de uma comuna, o meu também:
"Nossa comuna não é uma religião. Nossa comuna é uma religiosidade muito fluida. Ela não é uma organização; ela é apenas um local de encontro de pessoas que deixaram para trás todos os condicionamentos, todas as religiões, todas as ideologias, e que estão prontas para se tornarem buscadoras por elas mesmas, que não estão mais procurando por um profeta ou um salvador, que entenderam que todos os salvadores falharam - agora o único caminho é salvar por si mesmo. E porque estão todos na mesma busca, existe uma atmosfera amorosa, um companheirismo - não em torno de alguma ideologia, não em torno de algum sistema de crenças, mas apenas uma amizade de companheiros de viagem. A comuna é um fenômeno totalmente diferente de religião. As religiões são mortas, a comuna é um fenômeno vivo. E cada indivíduo tem absoluta liberdade de ser ele mesmo. Não existem Dez Mandamentos, nenhuma disciplina imposta a você. Você tem que simplesmente seguir sua própria intuição. Sim, essa é a palavra certa: a sua própria intuição. Isso é algo que vem de seu ser mais interno, sem qualquer razão, sem qualquer racionalização, você segue essa intuição. E ela nunca leva ninguém para o fosso." (Osho)

sábado, outubro 29, 2005

Portal de Novembro

Novembro já está aqui entre nós. Depois de amanhã já é o mês 11. Neste espaço chamo a atenção para o site de Celia Fenn onde já estão as mensagens do Arcanjo Miguel para novembro. Leia com calma. E muita energia! Falarei mais, em breve, assim que eu saia de algumas provações pessoais. Muito amor e que A Paz Prevaleça na Terra

domingo, outubro 16, 2005

Crianças Indigo


Eu ando muito de ônibus urbano. Estou em todos os lugares. Especialmente em Foz do Iguaçu. Escolas, reuniões, creches, universidades, por todo os lugares. No caminho, não posso deixar de encontrar, ver, observar muitas crianças com seus pais. Na maioria das vezes com as mães. Mas também os vejo com as babás e sob os cuidados de professoras. Até de motoristas do transporte escolar. É sobre estes meninos e meninas que desejo falar.
Primeiro, olhe bem para o seu filho ou filha. Veja esses olhinhos. O que eles dizem. Observe como são fortes, penetrantes. Escute o seu filhinho falar. Ele pode parecer rebelde. E é! Você papai, e você mamãe podem ser pais de filhos "índigos". Eu não vou falar aqui deles. Preferirei dar links. Só advirto para o privilégio que é ser pais-mães de crianças-índigo ou crianças cristal.
Todo cuidado é pouco. O seu flihinho veio com a missão de mudar o mundo. Eles não ficam impressionados com muitas das coisas que a sociedade dá valor. Eles são rebeldes. Muitas vezes, esses seus filhinhos estão sofrendo nas escolas nas mãos de professores que foram domados pelo sistema e que têm como missão estragar o seu filho ou filha índigo. Desejam tirar dele a cor índigo e conseguem.
Faça o teste, abaixo, e veja se você tem um filho ou filha indigo em casa. Se as respostas chegarem a 10, é possível que ele seja. Se ultrapassar 10, com certeza é. Daí você não poderá ignorar!
1. O seu filho acredita que é parte da realeza e age como se fosse um pequeno rei ou rainha?
2. Tem um sentimento de merecer estar aqui e agora?
3. Tem sentimento forte de identidade?
4. Tem dificuldade com a disciplina e a autoridade?
5. Se recusa a fazer certas coisas quando ordenados
6. Esperar en filas é um saco para ele?
7. Se sente frustrado com sistemas estruturados e rotinários que requeren pouca criatividade?
8. Ele descobre maneiras mais fáceis e melhores de fazer coisas que as ensinadas em casa ou na escola?
9. É inconformista?
10. Se recusa a responder à manipulação especialmente por meio do uso do sentimento de culpa?
11. Se aborrece facilmente com as tarefas a ele ou ela designadas?
12. Tem sintomas da Desordem de Atenção o hiperatividade?
13. Mostra capacidade intuitiva?
14. É particularmente criativo?
15. Demonstra preocupação com demáis?
16. ¿Desenvolveu pensamento abstrato a uma idade muito tenra
17. É muito inteligente e/ou dotado?
18. Tem tendência a sonhar acordado?
19. Tem uma olhada profunda e sábia?
20. Manifesta pensamentos ou conceitos espirituais com naturalidade?
Para saber mais sobre os índigos você pode ver este site e continuar lendo sobre este assunto no site argentino de onde tirei as perguntas acima. No site, há um teste que tenta dizer se você é um pai ou uma mãe indigo. Você pode ser um adulto índigo! Há boa informação sobre crianças indigo no site de Celia Fenn e há uma página especial, também dela, dedicada a você, mamãe, papai, a mim, como adultos indigos.
O importante é ter consciência e não vivermos a vida no piloto automático neste mundo de mensalão, corrupção, fingimento, manipulação e adormecimento. Por fim, só diria, que seus filhinhos são uma ameaça futura para os políticos da velha era. Seus filhos são a ESPERANÇA, ESPERANZA, HOPE de uma terra melhor e evoluída. E assim abro o caminho para abrir o jogo sobre a Nova Era! No ,meu estilo, claro! Até a próxima!

segunda-feira, outubro 03, 2005

Energias de Outubro


Faço a conexão aqui com o site de Celia Fenn onde se encontra uma mensagem canalizada anunciando as energais de outubro. Outubro é o mês das energias do coração. Minha mensagem aos brasileiros, após interpretar a mensagem de Miguel é que, nós os brasileiros devemos ter cuidado com o referendo sobre o desarmamento. Os brasileiros deverão simplesmente dizer, pelo voto "sim" ou "não". Mas vejo que esta discussão é apaixonada e está levantando os ânimos e deixando aparecer uma energia de violência. Cuidado!

quinta-feira, setembro 29, 2005

Águas Misturadas


Consegui a foto. O amigo Jorge Carcavallo (B.Aires) me enviou as fotos do Encontro Sul-Americano da RedePaz (Obrigado, Jorge). Aqui aparece o momento, às 11h30 no Espaço das Américas, Foz do Iguaçu, onde três mulheres, uma Maká, uma brasileira e uma Mbyá Guarani misturam as águas dos rios Paraná e Iguaçu.Elas são obervadas por um círculo de pessoas de lugares diferentes. As águas dos dois rios foram coletadas em jarras diferentes. A cerimônia aconteceu no Dia Internacional da Paz. Para mim este foi o primeiro evento específico de "ligação" realizado em Foz. Aproveito aqui para pedir aos organizadores de futuros eventos da nova mentalidade que nos permita divulgar atividades. Que a Paz Prevaleça na Terra!

domingo, setembro 25, 2005

Religar Iguaçu?


No livro, A Y-Guaçu Secreta - Cataratas do Iguaçu como um Chacra da Terra, se vê a citação da mística católica, Hildegarda de Bingen (1098 -1179), atestando para a unidade de todas as coisas quando afirma que a divindade é um círculo. A citação está no capítulo que fala sobre o modelo "o que está em baixo é o igual ao que está em cima". Jesus falou em certa ocasião que o que ligarmos na Terra será ligado no Ceú.

O Iguaçu - esta região que transcende nações é formado por terra, águas, pedras, fogo, florestas, rios. E, vemos com tristeza como as cidades (povos) que ocuparam o Iguaçu, estão separados da Terra Vermelha, dos Rios, das Águas e da essência desta Terra. Estamos desligados enquanto perseguimos uma artificialidade insustentável em nossos modos de vida. Daí a necessidade de religação.

Nossa excessiva separação de nossa essência e da essência da Terra seqüestra nosso direito a uma identidade. Nos mantemos terrivelmente iludidos com um materialismo imediatista e sem destino - no que se refere à nossa viagem. Vejam nosso turismo. Tão materialista, tão concentrador que não permite que os raios de sol da criatividade permeiem nossas atividades.

O Iguaçu - que nós fizemos está, ao contrário do Iguaçu da essência, cada vez mais pobre. E vai ficar mais pobre ainda se não nos despertarmos para a essência, para a solidariedade dos projetos e para o bem-estar de todos. Vemos projetos, no estilo ultrapassado, de regiões turísticas e elefantes que demandarão capitais imensos. Queremos mais e mais duplicação, viadutos, asfaltos, mais turistas, mais dinheiro, mais investimentos e para quê? Para quem?

O Furacão Katrina mostrou aos Estados Unidos (e ao mundo) que não se pode mais varrer para debaixo do tapete coisas como a pobreza, os terceiros-mundos que cada lugar tem ou a eliminação física de pessoas carentes (os pequeninos de quem Jesus falava). Vemos uma tendência lamentavel apoiada pelos governo Federal, Estadual e Municipal de concentração de rendas. É contra-mão. Religar Iguaçu passa pela efetivação de uma economia solidária - que abra espaços para que os iguaçuenses possam trabalhar, criar e vender arte, artesanatos, idéias. Que possam desabrochar. Em vez disso estamos pensando em monopólios inviáveis pois a economia mundial, a qualquer momento dará meia volta e tomará outro caminho.


Já há nos Estados Unidos uma lei chamada National Economic Security and Reformation Act (NESARA) ou Lei para a Reforma da Economia e Segurança Nacionais que prevê o perdão de todas as dívidas com bancos, cartão de crédito, hipotecas pois a Suprema Corte teria reconhecido que o sisitema financeiro tem roubado o povo. A política oficial nega a existência da Lei. No link que ofereço acima há um artigo que explica o que acontecerá depois do NESARA. Se o NESARA existe ou não, só o tempo dirá. Você não perde por saber. Mas já diziam os caipiras e caboclos do Brasil afora: onde há fumaça, há fogo. Há uma fumaça anunciando uma economia alternativa e não virá de partidos, ou ideologias. A própria Natureza se encarregará de apressá-la, pelo bolso. As grandes calamidades como o Tsunami, o Katrina, o Rita, os ciclões do Brasil apontam para gastos enormes que não poderão ser feitos segundo os princípios capitalistas. Não há tantos recursos na TERRA!

P.s.: A Foto, com a artísta plástica Luzia Castañeda da RedePaz,acima, mostra crianças de Foz do Iguaçu, vestindo roupas feitas de copos descartáveis, garrafas PET, plásticos e outros materiais. Os vestidos foram criados por professores de escolas municipais. Este povo está trabalhando e explodindo em criatividade. Quem abrirá espaços não monopólicos para este povo?




sexta-feira, setembro 23, 2005

Bandeira da Paz


Esta é uma das propostas de bandeiras da paz e está associada ao Pacto Roerich fruto de uma Resolução aprovada em 16 de dezembro de 1933, por todos os Estados representados na Sétima Conferência Internacional dos Estados Americanos, realizada em Montevidéu, a qual recomendou aos “Governos da América que ainda não o tenham feito, que assinem o Pacto Roerich pela paz e cultura". É uma bandeira utilizada em movimentos que também travbalham pela paz associada à cultura, à beleza, à proteção da cultura, de monumentos artísticos etc. O nome Pacto Roerich vem de Nicholas Roerich (1874-1947).



quarta-feira, setembro 21, 2005

Rede Paz em Foz


Quando criei este blog chamado "Projeto Religar Iguaçu" ( há pelo menos seis meses), não esperava presenciar um evento de religação, reconexão, integração e celebração; não esperava ver a materialização de um evento assim tão rápido como aconteceu. Acabo de sair do Espaço das Américas onde foi encerrado o Evento da Rede Paz que trata de reconexão. O tema do evento foi exatamente este: O Poder que Conecta e se falou do Poder da Água, das Tradições, das Ações entre outras.

O local escolhido para o evento pelos organizadores, não poderia ser melhor.O Espaço das Américas localizado estrategicamente no encontro das águas do rio Iguaçu com o rio Paraná. No local de encontro de culturas diversas. Depois de vários dias de frio e céus com nuvens, vento originais frio soprando do Sul, segunda-feira amanheceu para ser recebida pelo Sol, Pai Kuarahy, o Inti Taita. A Neblina Criativa apareceu e foi capturada pelo fotógrafo Jorge Carcavallo de Buenos Aires que fotografou todo o evento e é o autor da maioria das fotos que aparecem aqui e em outros blogs. Os participantes do evento, encerraram o dia com uma meditação de agradecimento, ao pôr-do-sol, o cenário do poder de conexão do encontro dos rios no pôr do sol também foi capturado em foto.



quarta-feira, setembro 07, 2005

As energias de Setembro

Me enche de alegria reproduzir aqui as mensagens recebidas por Celia Fenn, da Africa do Sul, sobre as energias de setembro e que irão aumentar até dezembro e os primeiros meses de 2006. Com vimos, o final de agosto e o começo de setembro trouxe calamidade para o Planeta na forma do Furacão Katrina. Foi triste ver as cenas que feriram o orgulho dos Estados Unidos, o País mais forte do mundo, preparado para tecnicamente levar soluções armadas a qualquer parte do Planeta. Nada pôde fazer cntra a fúria/cobrança da Natureza. Tais calamidades estão aí para desmentir as mentiras que são levadas à humanidade pela manipulação machista da vida.

Estas calamidades são parte das energias que estão caindo sobre o Planeta e exigindo o fim das mentiras, das injustiças, das manipulações. Mas no final, essas energias são boas e a mensagem de Celia Fenn mostra isso claramente. Muita tragédia ainda cairá sobre a Terra antes de que todos possam mergulhar no ocaeno das energias verdadeiras. O texto completo da mensagem para setembro se econtra aqui. (Clique e boas energias)

domingo, agosto 28, 2005

Sagrado feminino

Veja a mensagem especial da Mestre Kwan Yin neste link. Trata sobre as energiasfemininas que a Terra começa a receber.

terça-feira, agosto 02, 2005

As energias de agosto


Agosto!!! Estamos em agosto. Este mês, eu tenho muito que comemorar. O meu 50° aniversário no final do mês, o livro a Y-Guaçu Secreta que fala do sagrado nas Cataratas e outras coisa belas. Mas o espaço aqui é para transmitir as energias de agosto e seu poderoso harmônico 8:8, que dizer esta data harmônica que é o oitavo dia do oitavo mês. É um mês em que a intensa energização vindo do centro da Galaxia penetra a grade energética da Terra e nos afeta, nos empurrando para a harmonia e ascenção.

Mas, a mensagem de Celia Fenn transmitida pelo Arcanjo Miguel (ainda só em inglês) alerta para o perigo da manipulação da situação política global para manter a circulação de energias negativas - especialmente o medo. A mensagem lembra que julho mês que presenciou as energias fortíssimas do vórtice 7:7:7 (7 do 7 de 2005=7) trouxe alguns acontecimentos ruins. Eu acredito que o Arcanjo Miguel está falando dos atentados de Londres no dia 7 de 7 e na tentativa de repetição no dia 21. Em agosto também se nos apresenta grandes oportunidades de ascenção bem como desafios e ameaças de bloqueio dessas energias galáticas. Assim cuidado e mantenhamos os pés no chão e o coração aberto!

sexta-feira, julho 29, 2005

Palavras

“O espírito das palavras emitidas pelo homem exerce uma influência muito grande sobre todas as coisas. São inumeráveis as palavras relacionadas com o Mal, isto é, aquelas que se usam para dizer mentiras, proferir lamúrias ou criticar o próximo. Tais palavras geram máculas no Mundo Espiritual.” - Meishu-Sama sobre as palavras!

terça-feira, julho 19, 2005

Seja você mesmo(a)


Nunca seja inspirado por ninguém.
Permaneça aberto.
Quando você ver um lindo pôr do sol,
desfrute essa beleza;
quando ver um Buda,desfrute a beleza do homem,
desfrute o silêncio, desfrute a verdade que o homem realizou,
mas não se torne um seguidor.
Todos os seguidores estão perdidos.

Osho

http://www.viacapella.com.br/portal/osho.htm

quarta-feira, julho 13, 2005

Propostas


Com o pomposo nome de Projeto Religar Iguaçu, este site pretende dar continuidade às vivências e experiências de religação com nossos corpos, com a Natureza, com o próximo e com o universo levemente sugeridas no livro “ A Y-Guaçu Secreta". Assim, proponho atividades e palestras sobre os seguintes temas:


PALESTRAS PARA PUBLICO TECNICO E ACADÊMICO EM GERAL

1. Os Sete Níveis da Ecologia ( Há uma tendência de se misturar tudo e o resultado é maior fragmentação pessoal, social com prejuízo para todos),

2. Ecopsicoturismo - (um turismo ecológico ou ecoturismo que incorpora a espiritualidade...)

GRUPOS

1. GVR - Grupo Vivencial de Reconexão (Ecoterapia – leia texto abaixo sobre ECOTERAPIA). Os GVRs em Foz do Iguaçu / Puerto Iguazú incluem visita vivencial às Cataratas (Y-Guaçu Fonte da Neblina Criativa) do Iguaçu.

2. Grupo de REIKI – Este espaço visa ser o local para encontros, vivências, aprofundamento e troca de REIKI. Convite feito a todos os REIKIANOS de Foz do Iguaçu, Puerto Iguazú, Ciudad del Este e cidades do Oeste e Sudoeste do Paraná bem como da região do Iguassu do Paraguai e Argentina. Pode-se atender ao público nestes encontros.


3. Viagens especiais (a) Chacra umbilical do Planeta Titicaca, Machu Picchu e Valle Sagrado (b) Chacra Cardíaco do Planeta Glastonbury. A organizar: alguém tem alguma idéia? Aceita-se idéias e cooperação de organização!

Contato jacksonlima@hotmail.com Clique aqui para ir ao blog do livro!

Ecoterapia - a terapia da Natureza

Um dos sintomas preliminares da psicopatologia - doença mental - é quando uma pessoa não consegue ligar ou fazer a conexão entre suas ações e o impacto que essas ações têm em si própria ou em terceiros. Isso leva a um comportamento disfuncional tanto no nível social como no âmbito pessoal. Finalmente, isso conduz a prejuízos tanto para a pessoa “doente” como para aqueles em torno deles.

Esta patologia - doença - é também ecológica. Os sistemas ecológicos dos que nós dependemos para a vida, estão sendo destruídos por nosso comportamento. Nós fomos levados a acreditar que somos “separados do”, ou “superior ao” mundo natural. Nós desligamos nossa realidade social humana da realidade biológica do sistema que habitamos.

Apesar do fato de que a maioria de nós sabe disso, parecemos não ter a capacidade de dar respostas a este impasse de maneira significativa. Nosso relacionamento com a terra, especialmente em culturas industriais, é patológico, ou seja, é doente. Este abismo entre o que nós sabemos e o que nós fazemos já significa que estamos vivendo nossas vidas como uma grande mentira.

Esta dinâmica é conhecida em psicologia como “dissonância cognitiva” e crê-se que ela tem um efeito psicológico profundo e negativo, em nós como indivíduos e nas sociedades em que habitamos. O fato de viver em “dissonância cognitiva” consome muita energia psicológica. E um mecanismo muito interessante utilizado para lidar com este gasto de energia é a negação do problema. Isto nos joga em uma espiral descendente de abusos, onde a estratégia para tratar do problema faz com que o problema fique maior.

Enquanto nós nos esforçamos para negar as conexões óbvias entre nossas ações e seus resultados destrutivos, procuramos uma desconexão cada vez maior com o mundo ao nosso redor, na tentativa de tornar a negação mais fácil. Agimos como a avestruz e enterramos nossas cabeças na areia. Para nos ajudar a continuar negando o problema, nós usamos toda e qualquer substância ou nos engajamos em qualquer atividade que pareçam nos ajudar a bloquear realidade.

Eventualmente, nos viciamos em qualquer coisa que mascare esta realidade dolorosa e sem sentido que é viver vidas ecologicamente insustentáveis e em culturas cada vez mais vazias e sem significado. A ecoterapia reconhece que nós, especialmente em culturas industriais, estamos presos em um ciclo de abusos e que boa parte de nossa psicopatologia resulta deste círculo vicioso do trauma, do abuso e da desconexão.

Em uma cultura onde a maioria dos problemas ambientais é abordada através de políticas sociais (o que inclui policial e repressão) e econômicas, parece que a maneira para começar a inverter este processo seria desafiar a maneira em que nós pensamos tanto a cura como a saúde.

A ecoterapia visa curar a desconexão entre o “eu” e o “outro”. Visa desfragmentar nossas vidas, para reconectar-nos aos sistemas dos quais nós dependemos para viver. Isto pode ser feito pela vivência / experiência direta da natureza, que serve tanto como um espelho que possibilita a reflexão da condição humana, como um lembrete tátil de que nós dependemos da biosfera da terra para a nossa existência.

Há dois caminhos ao longo dos quais se pode explorar a ecoterapia: o primeiro é centrado na terra, focalizado primeiramente no viver de maneira sustentável para o benefício do planeta “como um todo”. Neste caminho, o fato de estar na natureza nos lembra que somos simplesmente uma parte de todo maior, muito mais que uma força separada e dominante. Quando nós começamos a sentir que a terra é nosso “eu” maior e mais vasto, fará sentido simplesmente agir sustentavelmente.

O segundo caminho é centrado na pessoa. Nesse caminho, o processo da ecoterapia tem foco no fornecimento de benefícios ao indivíduo. Neste trajeto, estar na natureza é profundamente restaurador; um lugar para a reflexão e, para muitos, um lugar da conexão espiritual. Fazer um exame de etapas para a sustentabilidade vem mais tarde. A beleza da ecoterapia é que qualquer que seja o trajeto escolhido no início, o destino é o mesmo. Ambos os trajetos conduzem a uma consciência da interconexão e do relacionamento, e a uma consciência que reconheça, em um nível profundo e intuitivo, que tanto um planeta saudável como um indivíduo saudável são resultados do mesmo processo vivido em sustentatibildade.

Traduzido livremente do The Ecotherapy Newsletter


domingo, julho 10, 2005

A Foto do Ney de Souza


A inspirada foto usada como a capa do livro é de autoria do fotógrafo Ney de Souza. É a foto de um lindo pedacinho na anatomia da Y-Guaçu localizado no local chamado Ilha San Martín que fica no lado argentino das Cataratas (destesto de falar da Y-Guaçu usando estes termos ultrapassados, nacionalistas).

Mais sabiamente, o local foi batizado como " a Janela" ou "la Ventana" pela população local. A janela é um lugar mágico através da qual podemos ver com mais profundeza. Algumas das atividades que proporei neste blog, terão lugar neste local especial do Planeta - a Janela. Ai se essas pedras falassem!

Agradeço ao Ney de Souza por ter me autorizado a usar a foto neste livro. Muito obrigado Ney e creio poder assegurar que esta foto. Ney é um ótimo fotógrafo. Trabalhei com ele vários anos durante minha época de repórter n'A gazeta do Iguaçu.

quarta-feira, junho 29, 2005

Super portal de Julho

Estamos em julho, em pleno inverno. Até aqui, no Sul do Brasil, de onde escrevo e mais especificamente em Foz do Iguaçu, o frio ainda não chegou. Estamos tendo um inverno quente. Será isto sinal das mudanças climáticas? Quanto ao mês de julho, a Terra, quer dizer, você, nós, eu, teremos uma aventura energética e tanto, a partir de quarta-feira, dia 6. Na quinta feira acontece o grande v´rotice do triplo sete isto é 7 do 7 de 2005 (que significa 2+0+0=5= 7). É o triplo sete da perfeição.

"As mudanças de energia durante Julho começarão no dia 6 de Julho, quando a Lua Nova abrir um novo ciclo lunar. Isto será acompanhado no dia seguinte, o dia 7, por um vórtice de triplo 7. Isto acontece quando as harmonias dos números criam um vórtice no tempo-espaço contínuo. Então o dia 7 de Julho de 2005 criará um numerológico triplo 7. Este, queridos Trabalhadores da Luz, é um tempo ideal para abrir o vosso sétimo Chakra, o vosso Chakra Coroa, receber nos vossos corpos a luz diamante que inundará através do Portal do Leão em Julho.

O próximo momento chave será o dia 17 de Julho, quando o planeta Saturno passar para o signo de Leão, trazendo transformação e mudança. Isto será seguido pela Lua Cheia no dia 21, em Aquário/Leão, que ampliará e intensificará as energias de mudança. Finalmente, o Sol passa para Leão propriamente no dia 23. Este será um período intenso, e vocês serão desafiados a segurar as vossas energias e permitir as transformações".

Os dois últimos trechos foram tirados das mensagens canalizadas por Celia Fenn. A informação completa poderá ser encontradas em português neste link.